Trump e Lula: democracia lá e cá

    às: 14:06 , atualizado em 20 de outubro às: 16:47
    338
    0

    Donald Trump desperdiçou sua última chance de virar o placar eleitoral nos Estados Unidos no debate desta quarta (19) à noite contra Hillary Clinton.

    Ele não resistiu à sua natureza e cometeu um erro fatal, ao dizer que não sabe se aceitará o resultado de 8 de novembro.

    trump
    Trump: vou pensar se aceito o resultado

    O moderador da Fox News, Chris Wallace, jogou a casca de banana, e Trump atravessou a rua só para pisar nela. “Vou ver isso na hora, vou mantê-lo em suspense, OK?”

    A resposta petulante escandalizou a opinião pública americana e virou manchete em todos os portais importantes. Ou seja, foi um tiro no pé – mais um.

    A ideia de que um candidato presidencial possa pôr em dúvida a seriedade das instituições legais e políticas é impensável numa democracia madura como a dos Estados Unidos.

    O que isso tem a ver  com o Brasil? Tudo.

    lula1
    Lula: vou pensar se aceito o resultado

    Num momento em que, aqui, a rigorosa aplicação da Constituição é chamada de “golpe” pelos dois últimos presidentes e suas milícias, temos muito a aprender com os gringos.

    Num momento em que Lula e o PT tentam desacreditar as leis do país para escapar da Lava Jato – inclusive por meio de campanhas difamatórias no exterior -, podemos ver quem, de fato, defende a impunidade e quem, de fato, defende a democracia.

    O que há em comum entre Trump e Lula?

    Muita coisa, a começar pela arrogante convicção de que bastam seus caprichos para subjugar os eleitores, as leis, as instituições, a decência, o decoro, a honestidade, ou qualquer pessoa que cruze o caminho de ambos.

     

    SEM COMENTÁRIOS