TRIPLEX DO GUARUJÁ: LAVA JATO DENUNCIA LULA E MARISA

    às: 15:56 , atualizado em 14 de setembro às: 16:03
    248
    0

    A força-tarefa da Operação Lava Jato em Curitiba denunciou o ex-presidente Lula, sua mulher, Marisa, e mais seis pessoas, nesta quarta-feira (14).

    Lula é acusado de recebimento de “vantagem indevida” na reforma do apartamento triplex do Guarujá, que teria sido feita pela Construtora OAS para beneficiá-lo.

    lula triplex
    Imagens de celular mostram Lula (de vermelho) e Léo Pinheiros (de costas) inspecionando a reforma do triplex do Guarujá, em 2014

    Segundo o Ministério Público, o apartamento, embora em nome da OAS, seria na verdade da família de Lula, o que o ex-presidente nega.

    Se a denúncia for aceita pelo juiz Sérgio Moro, Lula poderá se tornar réu por corrupção ativa e passiva e lavagem de dinheiro.

    O indiciamento do ex-presidente e Marisa tinha sido feito em agosto pela Polícia Federal.

    No âmbito da Lava Jato, Lula já é réu por obstrução de justiça no caso do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró, por decisão do juiz Ricardo Leite, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília.

    A força-tarefa da Lava Jato agendou uma entrevista coletiva em Curitiba, na tarde desta quarta, para apresentar detalhes da denúncia.

    Segundo o MP, a reforma do triplex do último andar do Edifício Solaris, na Praia das Astúrias, no Guarujá, faria parte de um pacote de propinas destinadas ao PT no esquema do petrolão.

    Também foram denunciados o ex-presidente da OAS, Léo Pinheiro, e o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto.

    Outros quatro ex-executivos e colaboradores da OAS também constam da denúncia: Agenor Franklin Magalhães Medeiros, Paulo Roberto Valente Gordilho, Fábio Hori Yonamine e Roberto Moreira Ferreira.

    Imagens tiradas por um celular e divulgadas em março deste ano mostram Lula e Léo Pinheiro inspecionando a reforma do triplex, em 2014.

    SÍTIO

    O sítio de Atibaia, que o MP também suspeita pertencer a Lula (o que ele nega), não foi incluído na denúncia desta quarta, mas a investigação prossegue.

    O MP apura a participação de outra empreiteira, a Odebrecht, em reformas e beneficiamentos na propriedade no interior paulista.

     

    SEM COMENTÁRIOS