STF esclarece: ainda não está investigando Mercadante e Aloysio

    às: 10:08 , atualizado em 09 de setembro às: 23:49
    125
    0
    Da Agência Brasil

    O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, negou nesta quarta (9) que o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) e o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) estejam sendo investigados na Operação Lava Jato.

    Segundo Celso de Mello, atendendo pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, redistribuiu o pedido de abertura de inquérito contra Mercadante e o senador.

    Os pedidos não têm relação com a Lava Jato, que investiga a corrupção na Petrobras, mas sim com um possível crime eleitoral nas eleições de 2010 (recebimento de doações ilegais).

    Anteriormente, os documentos haviam sido enviados ao ministro Teori Zavascki, que devolveu o processo para redistribuição, já que os fatos apontados pelo Ministério Público não tinham relação com a Lava Jato.

    Até agora, o STF não determinou abertura de nenhum inquérito para investigar Mercadante e Aloysio Nunes.

    Segundo Celso de Mello, relator do processo, ainda não há qualquer decisão sobre o pedido de abertura de inquérito. Caberá ao ministro decidir se há elementos para abri-lo ou não.

    O pedido do procurador Rodrigo Janot está baseado na delação premiada do presidente da empreiteira UTC, Ricardo Pessoa, investigado na Lava Jato.

    O pedido foi encaminhado ao ministro Teori Zavascki, relator dos inquéritos da Lava Jato no STF.

    No entanto, Janot solicitou que o processo fosse distribuído a outro ministro por não se tratar de investigação de corrupção na Petrobras.

    SEM COMENTÁRIOS