SSP resolve reagir à guerra de propaganda dos black blocs; veja vídeo

às: 12:00 , atualizado em 08 de setembro às: 8:00
1394
0

A Secretaria Estadual de Segurança Pública resolveu reagir à guerra de propaganda dos black blocs que têm infernizado as ruas de São Paulo depois do impeachment.

Nesta segunda (5), a SSP-SP divulgou um vídeo mostrando cenas de vandalismo explícito na região de Pinheiros, ao final do ato público de domingo, na Avenida Paulista, contra a cassação de Dilma Rousseff.

Manifestantes presos no Centro Cultural São Paulo, no domingo, chegam ao fórum criminal da Lapa em ônibus da PM
Manifestantes presos no Centro Cultural São Paulo, no domingo, chegam ao fórum criminal da Lapa em ônibus da PM

O vídeo foi gravado pela própria Polícia Militar. Mostra grupos – alguns, mascarados – correndo e jogando sacos de lixo e pedaços de madeira nas ruas próximas ao Largo da Batata.

Um áudio capta diálogos em que se ouvem alguns palavrões e alguém gritando “pega a pedra aí, pessoal, pega a pedra!”

Outras cenas mostram montes de lixo pegando fogo e uma porta de vidro quebrada.

Cansada de ser criticada por “provocar” a violência, depois de atos supostamente pacíficos, a PM tem, agora, uma equipe de filmagem que acompanha a tropa da choque para mostrar quem começa as hostilidades.

Segundo a SSP-SP, a violência da noite de domingo começou quando um grupo tentou quebrar catracas do metrô Faria Lima (Pinheiros).

Quando a PM chegou, foi recebida com garrafas atiradas contra os policiais. o grupo foi dispersado com bombas de gás lacrimogêneo e jatos de água.

PRISÕES

Também faz parte da estratégia da secretaria o maior rigor na identificação e prisão dos vândalos.

Por exemplo, na noite de domingo, a PM prendeu 16 pessoas e apreendeu outros dez menores de idade no Centro Cultural São Paulo (Paraíso) e na área perto da estação Faria Lima.

Com eles, segundo a secretaria, encontrou máscaras, pedras, lenços, câmeras, frascos com líquidos ainda não identificados, uma barra de ferro e pelo menos um celular roubado.

Os maiores de idade serão indiciados por associação criminosa e corrupção de menores. Os menores, por ato infracional relacionado a associação criminosa.

Eles foram levados na tarde desta segunda-feira, num ônibus da PM, até o Fórum Criminal Mário Guimarães, na Lapa.

Veja o vídeo:

SEM COMENTÁRIOS