‘MENSALÃO E LAVA JATO SÃO DUAS FACES DA MESMA MOEDA’

    às: 16:55 , atualizado em 14 de setembro às: 17:10
    206
    0

    O procurador Deltan Dallagnol disse na entrevista coletiva em Curitiba, nesta quarta (14), que os dois grandes escândalos de corrupção da era petista – o mensalão e os esquemas descobertos na Operação Lava Jato, como o petrolão – “são duas faces da mesma moeda”.

    Segundo ele, os personagens e o modo de operação dos esquemas revelados nos dois escândalos “apontam para a centralidade de Lula nos dois casos”.

    Brasília - O procurador Deltan Dallagnol participa da palestra Democracia, Corrupção e Justiça: diálogos para um país melhor, no Centro Universitário de Brasília (UniCEUB), campus Asa Norte (José Cruz/Agência Brasil)
    Deltan Dallagnol diz que Lula é o “grande general” do esquema que ele chamou de “propinocracia”

    Para o Dallagnol, o fato de o petrolão ter transcorrido depois que os principais líderes do PT foram condenados no esquema do mensalão comprova que José Dirceu não era o chefe máximo da corrupção.

    Segundo ele, “o esquema continuou o mesmo, mesmo com a saída de José Dirceu, em 2005”.

    “O único vértice comum entre esses esquemas todos era, sem sombra de dúvida, Lula”, afirmou.

    Disse ainda que o fato de Lula ter enriquecido ilicitamente nos últimos anos comprova sua liderança do “propinocracia”.

    E citou os R$ 3,7 milhões recebidos em vantagens pela OAS, no caso do triplex e outros, e os quase R$ 309 milhões que o Instituto Lula recebeu nos últimos anos, a maioria proveniente de empreiteiras envolvidas na Lava Jato.

    SEM COMENTÁRIOS