Ex-tesoureiro do PT pega 15 anos de prisão

    às: 12:23 , atualizado em 22 de setembro às: 21:19
    108
    0
    Da Redação
    vaccari preso
    João Vaccari Neto, tesoureiro do PT, está preso deste 15 de abril, acusado de cobrar “pixulecos”

    O juiz Sérgio Moro, da 13º Vara da Justiça Federal do Paraná, condenou nesta segunda-feira (21) o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto a 15 anos de prisão.

    Ele também anunciou a condenação a 20 anos de prisão do ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, também vinculado ao partido.

    Foram as duas maiores condenações até agora da Operação Lava Jato, que investiga os crimes de corrupção na Petrobras e o esquema de repasse de propinas para o PT.

    Duque e Vaccari estão entre os poucos detidos no escândalo que se recusaram a fazer delações premiadas (informações sobre a atuação da quadrilha, em troca de abrandamento das penas).

    Eles cumprirão a pena em regime fechado.

    João Vaccari Neto foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro; Renato Duque, pelos mesmos crimes e mais organização criminosa.

    Além deles, o juiz condenou mais oito pessoas, entre elas, o doleiro Alberto Yousseff, o ex-gerente da Petrobras Pedro Barusco e o empresário Júlio Camargo. Todos eles fizeram delações premiadas nos últimos meses.

    As condenações foram divulgadas no mesmo dia da 19ª fase da Operação Lava Jato,. batizada de “Nessum Dorma” (Ninguém Durma), que determinou a prisão de um dos donos da empreiteira Engevix, José Antunes Sobrinho.

     

     

    SEM COMENTÁRIOS