Dez anos depois, ex-senador Luiz Estevão é preso

    às: 15:00 , atualizado em 08 de março às: 15:02
    155
    0
    Da Redação e da Agência Brasil
    estevão-josé cruz-agência senado
    Luiz Estevão: preso após dez anos de protelações

    O ex-senador Luiz Estevão se entregou na manhã desta terça (8) aos policiais da Divisão de Captura do Distrito Federal.

    Ele foi levado pelos policiais que o aguardava na entrada de sua casa, no Lago Sul de Brasília, para a carceragem do Complexo da Polícia Civil do DF.

    A prisão foi determinada pelo juiz Alessandro Diaferia, da 1ª Vara Criminal de São Paulo.

    A sentença teve como base o novo entendimento do Supremo Tribunal Federal, que decidiu que réus condenados à prisão em segunda instância devem permanecer presos até o julgamento da apelação nos tribunais superiores.

    Em 2006, ele foi condenado a 31 anos de prisão pelo Tribunal Regional Federal, por envolvimento no escândalo das obras do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo.

    Mas, graças a 34 apelações e recursos protelatórios de seus advogados, conseguiu permanecer em liberdade durante dez anos, com exceção de alguns poucos meses.

    Ele tinha sido condenado por estelionato, corrupção ativa, formação de quadrilha e peculato no caso do desvio de R$ 169 milhões das obras do prédio do TRT-SP, na Avenida Marques de São Vicente, em São Paulo.

    As investigações apontaram a participação de sua empresa, o Grupo OK, no esquema liderado pelo ex-juiz Nicolau dos Santos Neto, também preso.

    Em 2000, Estevão foi o primeiro senador cassado da história do Congresso. Exercia o mandato pelo PMDB. Antes, tinha sido deputado distrital pelo PP.

     

     

     

    SEM COMENTÁRIOS