Aécio cobra ‘serenidade’ do PT e apoio à Lava Jato

    às: 20:07 , atualizado em 04 de março às: 20:12
    110
    0
    Da Redação
    aecio-neves-foto-george-gianni
    Aécio Neves diz que adversários do PT não devem aceitar provocações

     

    O senador Aécio Neves (MG), presidente nacional do PSDB, declarou no final da tarde desta sexta (4) que o depoimento do ex-presidente Lula à Polícia Federal é apenas “uma questão de polícia”, e não política.

    Ele cobrou “serenidade” do PT e criticou as declarações de dirigentes do PT, como o presidente do partido, Ruyi Falcão (SP),que conclamou a “mobilização” dos petistas para defender seu líder.

    “Essa questão que envolve o ex-presidente Lula deverá ser resolvida no fórum adequado, que são os tribunais, que é a Justiça. Não é uma questão eminentemente política. Deve ser tratada como uma questão de polícia, inclusive com amplo direito de defesa do ex-presidente da República”,  disse o senador.

    E acrescentou: “Considero um ato de pouca sensibilidade de dirigentes petistas, em razão inclusive dos episódios que nós assistimos hoje, de conflitos nas ruas, uma convocação sem uma palavra de serenidade”

    Aécio pediu os brasileiros “que não aceitem provocações” e reiterou o apoio do PSDB aos atos de protesto contra o governo marcados para o dia 13.

    OPOSIÇÕES

    Depois da entrevista, Aécio se reuniu com líderes dos partidos de oposição no Congresso. Ao final, a oposição divulgou uma nota oficial.

    Íntegra:

    Os partidos de oposição no Congresso Nacional, reunidos nesta sexta-feira, reafirmam seu integral apoio e confiança nas instituições nacionais e ao trabalho de investigação realizado pela Operação Lava Jato.

    É hora de exigir respeito a um dos mais importantes pilares do Estado democrático de direito, que determina que nenhum brasileiro está acima das leis e da Constituição, e que todos, sem exceção, devem responder pelos seus atos perante à Justiça.

    Da mesma forma é essencial à democracia que a imprensa continue a exercer seu papel com independência e coragem.

    O rigor das investigações e a necessária apuração dos fatos trazidos à tona pela operação Lava Jato são imprescindíveis para estabelecer a verdade e determinar a responsabilidade de todos os envolvidos no maior escândalo de corrupção da história do país.

    Os brasileiros têm o direito de conhecer a verdadeira história do país, escondida durante anos pelas mentiras, pela manipulação e pela propaganda.

    Aos partidos de oposição não faltarão coragem, determinação, nem serenidade.

    Coragem para defender a democracia.

    Determinação para defender a Constituição.

    Serenidade para não aceitar provocações daqueles que, sem argumentos, insistem em confundir a sociedade enquanto tentam fugir das suas responsabilidades.

    Os partidos de oposição convocam todos os brasileiros a acompanharem atentos os acontecimentos e a rechaçarem, com vigor, as lamentáveis e reiteradas ameaças de radicalismos, que só têm como objetivo esconder a verdade e dividir o país.

    Que no próximo dia 13 de março possamos, em paz, ocupar as ruas de todo o país para permitir o reencontro do Brasil com seu futuro.

    SEM COMENTÁRIOS