ACUSAÇÃO APONTA R$ 3,7 MILHÕES EM PROPINAS SÓ DA OAS

    às: 17:54 , atualizado em 14 de setembro às: 18:19
    178
    0
    triplex-1
    Triplex do Edifício Solaris, na Praia das Astúrias, no Guarujá: R$ 2,4 milhões, após a reforma

    Na denúncia desta quarta (14) do Ministério Público Federal, o ex-presidente Lula é acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, cujas penas podem chegar a 32 anos de prisão.

    Segundo os procuradores, só da OAS Lula recebeu “vantagens indevidas”, ou seja, propina, com a compra e reforma do triplex do Guarujá, além do armazenamento de bens pessoais do ex-presidente.

    O apartamento segue oficialmente em nome da OAS. Lula nega a propriedade do imóvel.

    Alega que chegou a visitá-lo, mas que a família “desinteressou-se” em adquiri-lo.

    Somadas, essas vantagens totalizariam mais de R$ 3,7 milhões, diz o MPF.

    A compra e reforma do triplex do Edifício Solaris chega a R$ 2,4 milhões. Já o transporte e a armazenagem dos objetos do ex-presidente, a R$ 1,3 milhão.

    Os bens apontados são objetos pessoais recebidos por Lula durante os oito anos de seus dois mandatos como presidente e enviados para armazéns em São Paulo e em São Bernardo, por intermédio da Transportadora Granero.

    Afora aqueles R$ 3,7 milhões, o MP  mencionou também recebimentos no total de quase R$ 30 milhões encaminhados ao Instituto Lula e à empresa de palestras do ex-presidente (Lils), que não foram objeto da atual denúncia.

    A denúncia identificou 14 evidências de que Lula seria o chefe do esquema de corrupção dos governos petistas, que Dallagnol chamou de “propinocracia”.

     

    SEM COMENTÁRIOS